Japão

Descubra a Terra do Sol Nascente

O Japão é bem conhecido por sua tradição e pelo seu senso de honra. O país abriu suas portas para o ocidente durante e Era Meiji e rapidamente cativou os cantos mais longínquos da Terra, estabelecendo o Japão como uma das principais referências mundiais em gastronomia, tecnologia e turismo. Apesar de sua pequena estatura e dos efeitos pós-guerra, o Japão conseguiu se reerguer no Leste a fim de se tornar a terceira maior economia mundial e uma das fontes de liderança em inovação.

No Japão, educação, trabalho árduo e disciplina são extremamente valorizados. Intrínseca à vida profissional e pessoal, a hierarquia cultural também é enfaticamente refletida na língua japonesa. Além de ser um dos países mais seguros do mundo e de possuir uma baixa taxa de desemprego, o Japão ostenta uma larga capacidade industrial com poderosa presença na indústria automotiva e eletrônica, assim como química, alimentícia, têxtil e de pesca. O Japão também é o lar de vinte Patrimônios Mundiais da Humanidade tombados pela UNESCO, que atraem mais de vinte e quatro milhões de turistas todos os anos, fazendo do turismo uma das atividades mais promissoras no Japão.

Virtude e simplicidade: o modo de vida japonês

A cultura japonesa não é algo simples de entender, especialmente para os estrangeiros. Uma terra antiga com tradições milenares profundamente arraigadas e resistentes certamente não é fácil de compreender. Contudo, a sociedade japonesa adota a simplicidade como seu lema. Os japoneses se empenham ao máximo para atingir a perfeição em todos os aspectos de suas vidas. São um povo dedicado que almeja excelência e toma extremo cuidado com detalhes. Um bom exemplo são suas inúmeras tradições rituais e cerimoniais, como a cerimônia do chá. Criado pelos legendários samurais, o Bushido, ou caminho do guerreiro, é um código de ética e conduta que foi e ainda é fundamental para garantir a qualidade e o padrão de vida no Japão moderno, onde a taxa de criminalidade é tremendamente baixa. Muitas vezes tidos como tímidos e reservados, os japoneses também desfrutam dos prazeres da vida. Um happy-hour japonês não está completo sem algumas muitas rodadas de cerveja em um restaurante izakaya. Dentre as atividades prediletas estão o karaokê, pachinko, viagens e banhos em águas termais.

Trabalhar no Japão: o desafio máximo

Com a terceira maior economia mundial, não seria uma surpresa ver o Japão no topo da lista dos expatriados. Entretanto, as barreiras linguísticas e culturais têm um papel significativo na busca por empregos no Japão. Em relação ao idioma, saber somente inglês não será suficiente, o que torna o conhecimento intermediário ou avançado da língua japonesa quase obrigatório para profissionais estrangeiros. Uma vez atingida, a proficiência será uma de suas maiores vantagens. Além disso, é necessário saber sobre algumas nuances do mercado de trabalho japonês antes de fazer as malas, como por exemplo as horas de trabalho, que podem ser particularmente desafiadoras, já que terminar o expediente antes do chefe é visto como falta de educação. A equidade e a igualdade de gênero ainda andam a pequenos passos na sociedade japonesa, o que pode ser particularmente difícil para as mulheres, que chegam a receber salários consideravelmente mais baixos e também enfrentam a dificuldade em conseguir cargos de destaque dentro de uma companhia. Outro fator que pode vir a ser um obstáculo para aqueles que procuram por trabalho no Japão é a obtenção do visto de trabalho, já que a empresa precisa patrocinar o visto para quem ainda reside no estrangeiro. Apesar da língua inglesa fazer parte do cotidiano dos japoneses, muitos deles não possuem um bom conhecimento do idioma. Essa situação gera uma larga demanda por professores de inglês qualificados. Ensinar inglês no Japão pode abrir as portas para o mundo corporativo japonês, como também para outros tipos de negócios e atividades. Além disso, é uma ótima chance de aprender o idioma local enquanto se trabalha. Para oportunidades de estágios no Japão, dê uma olhada em nossa plataforma de estágios!

De karatê a karaokê: decifrando a língua japonesa

Falado por milhões de pessoas pelo mundo, o idioma japonês pode ser mais fácil de aprender do que a maioria pensa. A falta de gênero e número pode beneficiar significativamente seus ávidos aprendizes, mas o sistema de escrita pode ser um pouco problemático. Composto por dois silabários distintos, hiragana e katakana com a bela adição de milhares de caracteres kanji, o sistema de escrita japonês é considerado um dos mais complicados em uso atualmente. O método de imersão no idioma pode ser eficaz para conversas do dia a dia, mas assuntos médicos, burocráticos e contextos profissionais requerem conhecimento avançado da língua. Por essa razão é altamente recomendável aprender algumas frases e expressões em japonês antes de partir para a aventura. Desde que o governo japonês introduziu suporte financeiro suplementar para estudantes estrangeiros, está mais fácil do que nunca conseguir uma vaga em uma das 36 universidades japonesas classificadas como as melhores do mundo.

A arte da culinária japonesa

A comida japonesa encontrou rapidamente o seu caminho para o mundo ocidental e não e difícil entender o porquê, uma vez que o Japão possui a terceira maior expectativa de vida do mundo, muito devida à sua dieta equilibrada. Há muito mais que apenas sushi na comida japonesa. Na verdade, os restaurantes japoneses frequentemente servem outras variedades culinárias que não incluem arroz, como o ramen, o udon, a tempura, os pratos à base de peixes, o soba e muitos outros. Os doces japoneses também são deliciosos deleites e geralmente contêm menos açúcar que as sobremesas ocidentais. Quando estiver no Japão, não se esqueça de saborear alguns deles!